quarta-feira, 5 de setembro de 2007

Bolhas



Carrega a bolha sensível e fugaz do meu coração contigo, meu bebê.
Você que não sabe que existe uma Gramática da Língua Portugesa, nem dicionários, nem prova de Português...
Você que não faz a mínima idéia do que significa ser 'culto'. Você nem liga pra Política, pra Bush ou pra minha cara inchada algum dia de manhã.

Corre, eu sei que se pudesse, corria a vida inteira pra pegar essa bolha que acaba de sair do teu brinquedo.

7 comentários:

  1. sempre tem, é só imaginar...
    e olha ... passou uma aqui...
    não uma nuvem, mas uma bolha voando pra cima... tá lá em cima da nuvem, ain peri que eu vou lá buscar...

    =D

    ResponderExcluir
  2. buscar as bolhas de sabão da infância, e esquecer as bolhas do pé da vida "adulta".



    O-O

    ResponderExcluir
  3. se eu soubesse antes que a vida era assim nunca eu teria o desejo de crescer... e o pior ainda nem chegou.

    ;*

    ResponderExcluir
  4. Que coisa mais fofa ;)
    Aproveita a infancia que esse é o teu melhor presente ;)

    ResponderExcluir
  5. Lindo!! Hoje eu passei o dia inteiro com uma maluquinha de 1 ano e 5 meses que também não quer saber de nada disso.
    Beijo nesse bebê aí.
    E outro pra vc. rsrs

    =]

    ResponderExcluir
  6. que coisa mais cheia de encanto.

    *:

    ResponderExcluir