segunda-feira, 2 de julho de 2007

crisis

clarisse, me desculpe, mas eu não vou ler você.
pessoas que me acham legal, meus pêsames, que eu tô muito metida à merdinha, mandona, chata e insuportável.
há um momento eu era o ser humano mais doce da face da Terra. pretendia ser a mais madurazinha, felizinha e resolvida garotinha.
mas ele não quer mais saber de mim.
'tadinha dela, ainda tá encanada, ô dó' _ deve ser o que pensa. repito: pensa.
eu precisava ir lá no pc agora e ler todos aqueles textos que eu separei que talvez me pusessem no lugar de novo. eu queria me recompor logo. mas não, uns gritos, umas rebeldias, e é danii quem paga o pato e vai ter que se virar sozinha mesmo no seu quarto que parecia ser até legal, mas que agora tá mais pra, sei lá que. esconderijo...
será que eu devo passar a limpo todos aquelas cartinhas? mas só de reler alguma coisa que eu escrevo me dá náuseas. pra mim é como se fosse a coisa mais entediante da vida. olhando assim até parece que sou escritora famosa e tudo. cheia de pompas e frescuras. mas se eu fosse pensar na superestimação que os homens tem de si mesmos, isso aqui viraria uma loucura. até porque me stressa pensar no assunto.
será que ele vai vir aqui amanhã? será que alguém vai vir aqui me ver? baah. hoje eu me senti como um lixinho de salão de beleza com umas histórias aí. tão mau compreendida... castigo de tentar explicar demais as coisas. ah, como eu odeio ;/
não que eu importe com as aparências, mas é que eu queria alguém just like you aqui ;x só um pouquinho, já que ele nunca me fez cafuné.
ah, que solidão .
um imã nunca pode ficar sem uma geladeira. pelo menos não devia. poxa, eu sou uma imã até simpática, sua geladeira é tão fria... que frio!
o mundo girando e nossos corpos no ritmo daquele xote. ' é a nossa musica'. de olhos fechados deixo voce levar meu corpo pra qualquer canto do salão. meu corpo que escondia uma mágoa e um arranhão. mas eu não vou mais contar minha vida pra ninguem. os fofoqueiros e sem-mais-o-que-fazer-da-vida nunca mais vão saber de mim, do porque da minha cara carrancuda, do ódio escorrendo no suor frio das mãos trêmulas.
'ela é só uma rebelde sem causa' _ um brega tagarelo.
a menina que ontem suspirava na madrugada se amando, amando o frio, a noite, o silêncio...
que chatisse pensar em voltar pra escola, pra minha vida cômoda, com voz cômoda, meus passos e cadarços previsíveis de mais. ai, como tudo é pequeno" todo dia de noite o medo cômodo da tarefa que não ficou pronta, da prova impossível de passar e de pescar. é, tô sentindo até agora os sintomas da prova de quimica, depois de mais de uma semana. nossa, como quimica me faz mal! amanhã não tem aula, e eu com medo da prova que eu já fiz, do zero que eu já tirei e da recuperação que com ceretza vou fazer.
ô. por que eu tô aqui parada? tem tantos assuntos importantes no mundo, o caos, o caos, o urso polar que morreu ontem no fantástico, o gelo derretendo, o calor, o calor. nossa, como eu odeio o calor!
o mundo vai acabar.
é um egoísmo pensar em ser mãe



-hoje é segunda e eu com medo de só acordar na sexta..

8 comentários:

  1. vc tá desacreditada no amor?...
    as vezes a gente pensa que somos o dono da verdade, outras pensamos que somos a coisa mais desprezível do mundo...
    a única verdade é que somos somente nós mesmo, e haja o que ouver numca deixaremos de ser...

    ResponderExcluir
  2. Desculpa eu não falei por mau viu?

    ResponderExcluir
  3. senti vontade de fazer o seguinte comentário.. é que .. eu sempre a vi com aquele tipo de felicidade constante.. me entende? é como se você fosse sempre alegria presente...
    mas eu tenho que consentir que uma prova de química acaba com qq um, e que pensar na 'vidinha' q temos q levar, qnd tudo o q mais qremos está se esvaindo.. eh complicado.

    eu amo ler seus textos...

    beijos.

    ResponderExcluir
  4. Caramba!
    que texto!

    ás vezes tudo é tão incerto que dá preguiça de tentar dar certeza.

    ResponderExcluir
  5. =//


    estando num asituação dessas e começar a pensar numa prova de quimica, só falta agora você começar a escutar vento no litoral depressivamente, ai é pra acabar... zuera..

    prova de quimica acaba com qualquer um, e nossa você acaba de me lembrar que segunda eu também vou receber o resultado de uma provavelmente.

    ah e o aquecimento global no fim do texto... quem sabe ele seja msm uma coisa natural, afinal o planeta já teve os mesmos picos de elevação de temperatura, a seculos e seculkos atras, e depois se resfriou... prefiro acreditar que é uma conspiração dos paises desenvolvidos... mas ... em todo caso vamos plantar arvores

    ResponderExcluir
  6. ô o comente ou morra tah fazendo efeito, percebo uma preocupação crecente das pessoas em morrer, pq essa semana o numero de comentarios aumentou hauiahiuahuih

    assim acreditar eu naum acredito naum... mas foi exatamnete por causa de "uma verdade incoveniente" que eu passei a acreditar no contrário do que el queria me passar, é pq assim é como o caso do buraco na camada...foi apenas uma conspiração pq os paises sub-desenvolvidos tinham conseguido fabricar aerossol (eh assim msm q escreve vc ?deve ter entendido)ai agora "coincidentemente" a gente não precisa mais dos aerossois deles então o buraco simplesmente desapareceu, aliás diminuiu... mas ficou provado que não foram os aerossois os causadores... então existe um estudo sobre isso acho q na internet da até p encontrar alkguma coisa... mas a gente nunca vai saber msm a verdade, a menos que a gente consiga descobrir por nos msms... tudo é relativo...

    ResponderExcluir
  7. e nem sei oq dizer, fico sem palavras...

    tbm me sinto impotente diante de quimica =X

    são tantas incertezas nesse mundoi aqui tbm...

    ;*

    me senti nesse texto.

    ResponderExcluir
  8. Muito bom teu texto...

    Incertezas, medos... são fogo.


    beejocass

    ResponderExcluir